Maxway – Artigos sobre vida saudável e saúde natural

abscesso

Abscesso

O abscesso é um processo inflamatório agudo com acumulação de pus em alguma parte do corpo, seja interna ou externamente. Uma bolsa de pus que se acumula em tecidos, órgãos ou espaços dentro do corpo.

Os abcessos são geralmente causados por uma infeção bacteriana. Isso ocorre porque durante o primeiro processo de defesa do organismo, conhecido como imunidade inata, há o recrutamento majoritário de neutrófilos, os quais são responsáveis por fagocitar e destruir os antígenos nesta fase da resposta imune. Como resultado dessa atividade dos neutrófilos tem-se o acúmulo de material purulento que em quantidades relevantes e em cavidades não naturais forma o que é definido como abcesso. Já se esse acúmulo ocorrer em cavidades naturais passa a ser definido como empiema. Em muitos casos, numa única infeção estão envolvidos vários tipos de bactérias. Em muitas regiões do mundo, a bactéria mais comum é a Staphylococcus aureus resistente à meticilina. Os abcessos podem também ser causados por parasitas, embora os casos sejam raros e mais comuns nos países em vias de desenvolvimento. O diagnóstico de um abcesso na pele geralmente tem por base a aparência e é confirmado com uma incisão. As ecografias podem ser úteis nos casos em que o diagnóstico não é claro. Nos abcessos em volta do ânus, a tomografia computorizada permite observar eventuais infeções mais profundas.

O abscesso pode ocorrer em qualquer região do corpo afetada por um agente piogênico (cérebro, ossos, pele, pulmão, músculos). Porém, existem alguns tipos de maior relevância, seja por sua frequência ou sua gravidade.

Sintomas: Os sintomas dependem do órgão ou tecido afetado. No entanto, classicamente temos como manifestações de todo processo inflamatório a dor, calor, rubor e tumefação locais, podendo apresentar perda de função. Os abscessos "maduros" têm flutuação à palpação e a pele que os reveste torna-se mais fina. Têm ocorrência mais comum na pele, mas podem atingir qualquer tecido. Dificilmente há remissão espontânea, com a reabsorção (se pequenos) ou fistulização.

Tipos:

  • Abscesso cutâneo
  • Abscesso perianal
  • Abscesso peritonsilar
  • Abscesso pulmonar
  • Abscesso amebiano
  • Abscesso Esplênico
  • Abscesso da Glândula de Bartholin

Tratamento: Usualmente, o tratamento mais indicado para abscessos é a drenagem cirúrgica, mas é fundamental identificar a causa de seu surgimento e tratá-la. No caso de infecções, antibióticos são necessários. Eventualmente, pode ser que o paciente precise de internação.

Prevenção: Uma das principais formas de se evitar o abscesso é ter hábitos de higiene, limpando sempre a pele, lavando as mãos, não usando toalhas de outras pessoas, assim como utensílios e acessórios como tesouras. Tomar cuidado ao fazer a barba ou se depilar com lâminas. Também é importante não se espremer acne ou foliculites, por exemplo.

Compartilhe esse Artigo

Deixar um Comentário

(0 Comentários)