Maxway – Artigos sobre vida saudável e saúde natural

amebiase

Amebíase

Amebíase ou disenteria amébica é uma infeção causada por qualquer um dos parasitas ameboides do gênero Entamoeba. A doença pode não manifestar sintomas ou os sintomas podem ser ligeiros ou graves.

Os cistos de Entamoeba são capazes de sobreviver até um mês no solo ou até 45 minutos sob as unhas. A invasão do revestimento do intestino faz com que a diarreia seja acompanhada de sangue. Se o parasita chega à corrente sanguínea, pode-se espalhar por todo o corpo e frequentemente instala-se no fígado, onde pode causar abcessos amebianos. Estes abcessos no fígado podem ocorrer mesmo sem que tenha havido diarreia

Cerca de 80% dos portadores são assintomáticos, sendo essa a principal dificuldade para a diminuição do número de casos. Essa doença mata aproximadamente 100 mil pessoas por ano, sendo a segunda maior taxa de mortalidade por parasitose no Brasil.

Causas: Amebíase é causada pelo parasita Entamoeba histolytica, que entra no organismo principalmente por meio da ingestão de água ou comida contaminadas. Esse parasita também pode entrar no corpo por meio do contato direto com a matéria fecal. Entamoeba histolytica libera cistos, que são uma forma relativamente inativa do parasita e que pode viver por vários meses no ambiente em que foram depositados, geralmente nas fezes, no solo e na água. Eles também podem ser transmitidos por manipuladores de alimentos e por meio de relação sexual desprotegida.

Os sintomas: A maioria das pessoas infectadas apresenta poucos ou nenhum sintoma. No entanto, elas excretam os cistos nas fezes e, dessa forma, podem disseminar a infecção. Os sintomas de amebíase normalmente se desenvolvem ao longo de uma a três semanas e podem incluir:

  • Diarreia, às vezes com sangue visível nas fezes
  • Dor abdominal acompanhada de cólicas
  • Perda de peso e febre

Em casos graves, o abdômen fica dolorido ao toque, e as pessoas podem desenvolver diarreia grave com fezes que contêm muco e sangue (chamado disenteria). Algumas pessoas sofrem cólicas abdominais intensas acompanhadas de febre alta. A diarreia pode levar à desidratação. Pode haver debilitação progressiva do organismo (emaciação) e anemia em pessoas com infecção crônica.

Diagnóstico: O médico poderá começar o diagnóstico com um exame físico. Depois, ele fará algumas perguntas sobre seu histórico médico. Se houver suspeita de que você tem amebíase, ele poderá solicitar a realização de alguns exames específicos, como:

  • Exame de fezes
  • Exames laboratoriais para verificar a função hepática para determinar se houve danos ao fígado

Prevenção: Prevenir a contaminação de alimentos e água com fezes humanas é essencial para prevenir a amebíase. Aprimorar os sistemas de saneamento em áreas em que a infecção é comum pode ajudar. Ao viajar para áreas em que a infecção é comum, as pessoas devem evitar comer alimentos não cozidos, incluindo saladas, legumes e verduras, e devem evitar consumir água e gelo potencialmente contaminados. Cozinhar a água mata os cistos. É importante lavar as mãos com água e sabonete. Filtrar a água através de um filtro de 0,1 ou 0,4 mícron pode remover a Entamoeba histolytica e outros parasitas, bem como bactérias que causam doenças. Dissolver iodo ou cloro na água pode ajudar. Porém, a eficácia do iodo ou do cloro contra a Entamoeba histolytica depende de muitos fatores, como o quanto a água está turva ou barrenta (turvação) e a sua temperatura.

Atenção - Algumas vezes as amebas podem ir ao fígado e causar abscessos hepáticos que se manifestam com dor no lado direito do abdômen que aumenta ao caminhar.

Compartilhe esse Artigo

Deixar um Comentário

(0 Comentários)