Maxway – Artigos sobre vida saudável e saúde natural

amenorreia

Amenorreia

Amenorreia significa ausência de menstruação. Pode ser classificada em primária ou secundária. A amenorreia primária define a ausência de menarca e a amenorreia secundária se dá por falta de menstruação por 3 ciclos consecutivos ou 6 meses em mulheres que já apresentaram ciclo normal. Em mulheres com vida sexual ativa e em idade reprodutiva a causa mais comum de amenorreia (e de atraso menstrual) é a gravidez.

Considera-se amenorreia primária, quando a primeira menstruação não ocorre até os 13 anos e não há o desenvolvimento das características sexuais secundárias – crescimento das mamas, pelos no púbis e nas axilas, gordura nos quadris – ou a menina não menstrua até os 16 anos, mas desenvolve tais características normalmente.

Já a amenorreia secundária caracteriza-se pela ausência de menstruação por, no mínimo, três ciclos menstruais ou seis meses seguidos, em mulheres que menstruavam com regularidade.

Causas: Podem acontecer devido a várias causas, como por exemplo a utilização de fármacos, gravidez, stress, tumores no sistema nervoso central (ex. tumor hipersecretante prolactina). Também há a informação de que mulheres atletas tendem a ter amenorreia numa frequência maior do que mulheres que não praticam esportes.

Sintomas: Os sintomas são dores de cabeça intensas, acne, falta de lubrificação vaginal, alterações da voz, aumento do crescimento dos pelos pelo corpo, aumento dos seios e cólicas periódicas sem sangramento. Todos esses sintomas podem aparecer em mulheres completamente saudáveis, pois a doença pode se desenvolver a qualquer momento. Também existem mulheres que podem ter amenorreia de forma assintomática.

Tratamento: O tratamento pode ser feito com base na hormonoterapia no caso de disfunção ou ausência dos ovários e menopausa. Os medicamentos usados nesse caso são normalmente à base de estrogênios e/ou progestagênios. Tratamentos não hormonais são indicados em pacientes com amenorreia devido a super produção de prolactina ou outras causas, como psicológica. Nesses casos, pode-se indicar a psicoterapia ou medicamentos que redução a produção de prolactina

 

Compartilhe esse Artigo

Deixar um Comentário

(0 Comentários)