Diarreia

diarreia

Diarreia é a condição médica em que se verificam pelo menos três movimentos intestinais aquosos ou pouco consistentes por dia. Geralmente tem a duração de alguns dias e pode causar desidratação, devido à grande perda de líquidos nas fezes. Os sinais iniciais de desidratação são muitas vezes a perda de elasticidade normal da pele e irritabilidade, progredindo à medida que se vai agravando para diminuição da micção, palidez, aumento do ritmo cardíaco e diminuição do nível de consciência. No entanto, em recém-nascidos que se encontram a amamentar, as fezes pouco consistentes e não aquosas podem ser normais.

É caracterizada pelo aumento do número de evacuações e o aumento de líquidos nestas. A diarreia é uma forma em que o organismo se desfaz de toxinas e bactérias, motivo pelo qual não de deve pará-la precipitadamente, mas em deixá-la fluir por um dia nos adultos, comenta o Dr. Linn MacFarland, Ph.D. da Universidade de Washington.

A diarreia pode ser dividida em três tipos: diarreia aquosa de curta duração, diarreia sanguinolenta de curta duração e diarreia persistente, caso tenha duração superior a duas semanas. A diarreia aquosa de curta duração pode também dever-se a uma infecção por cólera, embora isto seja raro no mundo desenvolvido. No caso de haver presença de sangue, pode-se estar na presença de disenteria. Existem também uma série de causas não infeciosas que podem provocar diarreia, entre as quais flora intestinal debilitada, hipertiroidismo, intolerância à lactose, doença inflamatória intestinal, vários medicamentos e síndrome do cólon irritável.[5] Na maior parte dos casos não é necessária a recolha de amostras de fezes para confirmar a causa.

Sintomas: Produz-se uma dor e uma inflamação no estômago, além de frequentes evacuações. Pode apresentar-se um pouco de febre e desidratação. Fezes amolecidas ou líquidas.

Causas: A diarreia pode ser ocasionada por bactérias, parasitas, reação nervosa, estresse, digestão incompleta, alimentos contaminados / estragados, medicamentos e colite entre outras. A intolerância ao leite - à lactose do leite, é uma das causas principais desse mal, principalmente nas crianças pequenas, comenta o Dr. William Y. Chey.

Tratamento: O ponto mais importante a tratar é o da desidratação, sobretudo em bebês, que não sabem explicar o que se passa.
Deve-se dar bastante soro, comprado em farmácia ou preparado em casa, da seguinte maneira: Ponha uma colher das de sopa de açúcar ou mel e uma colherinha de sal em um litro de água fervida e dar para tomar a cada meia hora. Além disso, deve-se tomar algum antibiótico natural, como a própolis, para combater uma provável infecção.

Produtos Relacionados:

Puro Gel Aloe 210Ml Livealoe

Puro Gel de Aloe 210Ml, Livealoe

Curso Suplementação Inteligente - Dr Marco Menelau

Suplementação Inteligente Com Dr Marco Menelau

Curso - Fitoterapia e Plantas Medicinais

Curso – Fitoterapia e Plantas Medicinais

Compartilhe esse Artigo

Você pode gostar...

Deixe um comentário