Maxway – Artigos sobre vida saudável e saúde natural

O que é Embolia Cerebral e seus sintomas

Embolia Cerebral

A Embolia Cerebral também chamada de bloqueio cerebrovascular ocorre quando o fluxo de sangue que irriga uma área de células do cérebro é bloqueado ocasionando a morte dos neurônios, que deixam de receber o oxigênio e os nutrientes por um determinado período de tempo - 3,5 a 6 minutos.

Esse bloqueio pode ser produzido por:

- Arteriosclerose ou aterosclerose, que produz um coágulo sanguíneo, que pode ser proveniente de alguma outra parte do corpo, ou por hemorragia, ou por uma ruptura de artéria.
Existe uma forte semelhança com o ataque cardíaco, com a diferença de que nesse as fibras do músculo do coração morrem, assim os neurônios do cérebro.

- Aneurisma é a dilatação das artérias devido à pressão do sangue. Os aneurismas são perigosos porque pressionam os tecidos por onde eles passam, assim como também pode romper a artéria nesse local, provocando o derrame. Dependendo do lugar do aneurisma, dependerá a extensão do dano. Se ele se apresenta no cérebro a pessoa pode ficar paralisada de algum membro ou de um olho...Também pode apresentar-se em outras partes do corpo.

Sintomas:

Estes estão relacionados com as funções que lhe correspondem fazer na área afetada, apresentando-se geralmente num só lado do corpo - braços, pernas, assim como os músculos do rosto. No entanto, as funções da memória ficam afetadas de acordo com o lado da embolia. Se esta for do lado esquerdo a fala ficará afetada - por exemplo, identifica-se um objeto mas sem conseguir denominá-lo.

Poderá se recordar de acontecimentos muito antigos, da infância, mas em contrapartida não se recordar de algo que aconteceu há poucos minutos ou no dia de ontem. Todos esses sintomas poderão variar dependendo da área afetada e somente o estudo realizado por um neurologista poderá determinar o caso e a atitude a ser tomada. A pressão arterial alta, a obesidade, o colesterol, o diabete, a idade avançada e o cigarro são fatores que mais predispõem a estas embolias.

Tratamento:

O melhor tratamento é a prevenção. Normalmente a fisioterapia e a audiofonologia serão as melhores formas de reabilitação. Sem dúvida, uma nutrição bem adequada tem um papel muito importante. Uma dieta pobre em sódio - sal, baixa a pressão arterial, assim como uma alimentação pobre em colesterol ajudará a prevenir a embolia. Além disso, deverá incluir-se a ingestão de alho - ele é um anticoagulante do sangue, das Vitaminas C e do complexo B, que ajudam a manter fortes os vasos sanguíneos. A vitamina E evitará que se formem coágulos de sangue.

Compartilhe esse Artigo

Deixar um Comentário

(0 Comentários)