Maxway – Artigos sobre vida saudável e saúde natural

infarto do miocardio

Infarto

infarto ou enfarte é a consequência máxima da falta de oxigenação de um órgão ou parte dele. Quando existe uma lesão arterial que diminua a irrigação de um órgão, este órgão passa a sofrer de isquemia. Se o problema arterial não for resolvido rapidamente então dá-se o que se chama de "enfarte" - as células morrem. Assim, enfarte é sinônimo de necrose. Quando o enfarte não atinge todo um órgão, a zona de necrose está rodeada por uma zona de isquemia onde a diminuição do fluxo arterial põe as células em sofrimento, mas não é suficientemente grave para provocar necrose. O infarto do miocárdio ocorre quando parte desse músculo cardíaco deixa de receber sangue pelas artérias coronárias que os nutrem. Quando isso acontece, a parte do músculo que não é irrigada pelo sangue deixa de funcionar, o que pode levar a pessoa à morte.

Os órgãos mais acometidos por esta complicação são o miocárdio e cérebro, no entanto qualquer órgão do corpo humano pode ser alvo deste problema.

Sintomas de infarto no miocárdio: Dor aguda muito forte no meio do peito, de uma maneira súbita e com muita opressão. A dor pode irradiar-se até o pescoço, ao ombro, à parte interna do braço ou à parte superior do abdômen. Mas também ela pode ficar restrita à região central do peito. Geralmente dura mais de dois minutos, quando se apresenta uma obstrução parcial e temporária da artéria coronária, bem como uma forte dor que se denomina angina do peito - apresenta-se na maioria das vezes depois de exercícios forte ou de um grande esforço físico.

A diferença entre um ataque do coração - infarto do miocárdio, e a angina de peito, é que no ataque do coração o dano ocasionado pela falta de irrigação sanguínea é permanente, ocasionando a necrose desta parte do músculo cardíaco. Já na angina do peito, o dano é temporário e reversível e a dor cessa em um ou dois minutos ao descansar.

Outros sintomas do infarto são: Suores, náusea, palidez, debilidade, palpitação, vômito, dificuldade respiratória, opressão no peito, sensação de que está acontecendo algo grave, ansiedade, zumbido nos ouvidos, incapacidade de falar...

Atitudes imediatas no caso de infarto:

  • Identifique os sintomas de infarto.
  • Sente ou recoste a pessoa, em posição que lhe permita respirar melhor.
  • Tranquilize a pessoa.
  • Providencie um translado para o hospital. Não permita recusa.
  • Se for possível solicite serviço especializado de translado - ambulância, resgate...
  • Quando se está muito distante do hospital ou de um médico, o paciente deve ser acomodado imóvel, deitado por uma semana, sem realizar atividade física ou fazer esforço.

Compartilhe esse Artigo

Deixar um Comentário

(0 Comentários)