Prisão de ventre

prisao de ventre

Prisão de ventre é um distúrbio caracterizado pela dificuldade persistente para evacuar, retenção das fezes no intestino grosso.

Sintomas: podem variar de uma pessoa para outra ou na mesma pessoa nas diferentes crises.

  • Número reduzido de evacuações;
  • Dificuldade para eliminar as fezes que se apresentam ressecadas, muito duras e pouco volumosas;
  • Sensação de esvaziamento incompleto dos intestinos.
  • Desconforto, distensão e inchaço abdominal, mal-estar, gases e distúrbios digestivos

A prisão de ventre é uma das causas principais das hemorroidas e da apendicite, assim como de acnes e da intoxicação geral do organismo. Com a retenção das fezes no intestino, há maior fermentação, formação de gases, flatulência, distensão abdominal, assimilação de uma maior carga de toxinas e resíduos no organismo, além de uma tendência à irritabilidade nervosa.

Causas: A constipação ocorre mais comumente quando os resíduos de fezes se movem muito lentamente através do trato digestivo, ficando duras e ressecadas. A constipação crônica tem muitas causas:

  • Falta de fibras* na alimentação;
  • Falta de ingestão habitual de frutas e verduras;
  • Pouca ingestão de água diariamente;
  • Falta de exercícios físicos;
  • Gravidez, Estresse e Ansiedade;
  • Fisiológicas e genéticas;
  • Bloqueios no colo ou no reto;
  • Problemas neurológicos;
  • Problemas musculares;
  • Condições Hormonais.

* A falta de fibras na alimentação pode ocasionar:

  • Obesidade, gota, diabete, pedra nos rins e na vesícula.
  • Hipertensão arterial, problemas cardiovasculares, varizes e embolia pulmonar.
  • Apendicite, constipação intestinal, divertículos, hemorroidas, câncer de cólon.
  • Cárie dental, anemia perniciosa e esclerose múltipla.

Tratamento: Posto que a prisão de ventre é apenas um sintoma e não uma doença em si, o objetivo do tratamento é corrigir as causas do distúrbio. A maioria das pessoas com prisão de ventre precisará apenas fazer mudanças em sua alimentação e estilo de vida para tratar a doença. No entanto, em alguns casos, podem ser necessários tratamentos mais específicos.

A maioria dos pacientes se beneficia com mudanças na dieta e no estilo de vida. Basicamente, a primeira delas consiste na maior ingestão de fibras (legumes, verduras, frutas, cereais integrais, etc.), de alimentos com propriedades laxativas, como o mamão e a ameixa, de farelos em pó misturados aos alimentos ou diluídos em água ou em sucos e de suplementos com fibra na forma de biscoitos ou comprimidos.

A segunda, é beber bastante líquido (aproximadamente dois litros por dia, se não houver contraindicação médica, pois pessoas com insuficiência cardíaca ou renal, por exemplo, podem não tolerar esse volume de líquido).Praticar atividade física é outra medida essencial para o bom funcionamento dos intestinos.

Prevenção de prisão de ventre:

  • Ingerir diariamente 8 a 10 copos de água, misturando algumas vezes um pouco - 25 ml de Suco Aloe Vera. O Dr. Jeffrey S. Bland, do Laboratório Linus Pauling, de Palo Alto, Califórnia, demonstrou, em um estudo, os magníficos resultados da ingestão de Aloe Vera durante o dia.
  • Comer alimentos ricos em fibra ou adicionar um pouco de farinha de cereais naqueles mais pobres.
  • Comer pelo menos uma cenoura por dia.
  • Usar o azeite de oliva nas refeições.
  • Mastigar bem os alimentos.
  • Estabelecer um horário tranquilo para ir ao banheiro diariamente.

Produtos Relacionados:

Puro Gel Aloe 210Ml Livealoe

Puro Gel de Aloe 210Ml, Livealoe

Curso Suplementação Inteligente - Dr Marco Menelau

Suplementação Inteligente Com Dr Marco Menelau

Curso - Fitoterapia e Plantas Medicinais

Curso – Fitoterapia e Plantas Medicinais

Compartilhe esse Artigo

Você pode gostar...

Deixe um comentário